Felicidade/Espiritualidade Reflexão/comportamento Textos Vida/Auto-conhecimento

Como quem quer ser livre

05/06/2017

Antes eu dava muita importância pras coisas da vida. Achava que tudo tinha que ser muito sério. Que os planos deveriam ser grandes. Que as metas tinham que ser seguidas retas. Tudo tinha uma relevância imensa. Tão grande, mas tão grande, que qualquer probleminha era um Everest. E assim, não importava a realização. Tudo era frustração. Tudo o que eu alcançava era com tanto ardor, que mal dava tempo de perceber, da vida, o seu fulgor. Já hoje, vivo como quem quer ser livre. Vivo como quem quer ser leve. Sem dar muita importância pros sinais amarelos. Sem ligar pros dez minutos de atraso ou pros nãos que recebo. Onde se uma fecha uma porta, dentro de mim se abre um sorriso. Dentro de mim se abre uma bênção, um agradecimento, uma gratidão. Cada coisa que vem é só uma coisa que me vem pra bem. Ainda que pareça que não. E aí, agora, eu ando. Com os pés descalços no chão. Como se o andar não fosse mais uma caminhada dura. Mas os passos de um corpo. Em levitação.

Crédito da Foto: Austin Schmid.

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply