Amor/Sentimento Felicidade/Espiritualidade Reflexão/comportamento Textos Vida/Auto-conhecimento

Vem, Vida, vem que eu sou toda sua

02/09/2017

Falam sobre enfrentar a Vida. Falam sobre força, luta, disposição. Mas não falam sobre a delicadeza. Não falam sobre a força da ternura, sobre a grandeza do afeto. Dizem: enfrente a Vida como se você fosse vingá-la. Mas eu não quero disputar com a Vida, eu não quero feri-la, eu não quero sofrê-la, eu não quero matá-la. Não quero ter a Vida como um duelo de espadas, não quero vencê-la, quero apenas amá-la. E para amar a Vida eu preciso da fortaleza da pureza, da magnitude da sutileza, da grandeza do que não é agressivo, pois que de ódio o mundo está cheio. De ódio já se justificam, pelos passos de toda a terra, as dizimações, as maldições, as segregações, as indignações, as traições. E eu não quero mais te trair, Vida, não quero mais te virar a cara. Vida, chega mais perto, entra aqui que o meu abraço é largo e te cabe inteira. Eu vou te tratar com docilidade, vou compreender suas falhas, vou entender suas faltas, suas dificuldades, não vou te culpar por aquilo que você não pôde me dar. Não, Vida, eu não quero te perder no meu próprio viver. Eu quero te viver no que é manso, na gentileza, naquilo que afaga e não no que aparta. Então, sente-se, fique à vontade, estou preparando pra nós um café. Hoje a tarde só começou e a noite é longa. Vamos papear, quero saber dos teus trajetos, dos teus planos pra mim e, ainda que eles não sejam os que eu me tracei, eu te receberei sob o meu edredom e nós dormiremos uma madrugada juntas, eu sentindo a sua respiração profunda no meu peito, eu e você sonhando juntas todos os sonhos que nasceram em mim apenas para serem sempre sonhos e todos aqueles que são sonhos destinados a se tornarem mais sonhados no real. Deita aqui comigo, Vida. Eu te recebo em mim como se recebe quem se quer bem. Fica comigo. Minha casa de um quarto é grande e eu não quero te brigar, mas simplesmente te abrigar. Vem, Vida, vem que eu te recebo com a atenção dos gestos puros, pois que esta é a busca da minha natureza. E eu prefiro usar a opção da minha escolha para te amar, não para te vingar. Vem, Vida, vem que em mim reside o seu vidar.

Crédito da Foto: Rod Long.

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply