Amor/Sentimento Poemas

Coração sem razão

26/11/2017

um coração que pulsa

bate como se o peito fosse mais que peito

mais que a espera de uma explosão atômica,

uma anatomia, anatomicamente fechada, cercada,

para ser

aberta

um coração que pulsa

como se o pulso fosse mais que o instante,

mais que o importante, mais do que aquilo que há

além de onde a vida se dá

um coração que explode

como se não tivesse defeito

como se a expansão fosse o único jeito

como se na terra melhor lugar não houvesse

que o peito

para se derramar

um coração que pulsa

dentro de um like

– mar de vontade de imensidão –

do you like me?, perguntei-te

e a resposta foi um coração

do tamanho

do silêncio…

*Crédito da Ilustração: Yllo Pedra.

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply