#crônicas

As pessoas se assustam com a minha liberdade

Fernanda Young, numa entrevista para a Leda Nagle, fala sobre quando ela começou a fazer o primeiro Saia Justa, um programa maravilhoso que está no ar até hoje, em que quatro mulheres inteligentes falam sobre temas polêmicos. Essa roteirista – da inesquecível série Os Normais – contou que, naquela época, 2002, ela já era massacrada …

As pessoas se assustam com a minha liberdade Leia mais »

Nem todo mundo que tem tato, tem tato para entender…

Esses dias, pela primeira vez, conheci uma pessoa que não tem tato. Foi quase um escândalo. Em pensar que há pessoas com tato que não têm tato algum. Tato para saberem quando e como falar certas coisas, tato para lerem os sinais de choro por trás dos olhos, tato para sentir a necessidade à distância, …

Nem todo mundo que tem tato, tem tato para entender… Leia mais »

Não é porque chegou ao fim que não faz mais parte de mim

Temos a ilusão de achar que tudo o que termina, chega ao fim. Mentira. O que termina vive, muito mais dentro de mim. Pode ser pessoa, amor, amigo, trabalho, coisa, casa, cidade, não importa. O que foi, fica. Lá dentro. A vida é um labirinto de experiências que se tingem em nós, que nos impregnam. …

Não é porque chegou ao fim que não faz mais parte de mim Leia mais »

‘Viver é meu Vício’ (crônicas) – Leia aqui o prefácio do livro.

Prefácio – Viver é meu vício (por Elaine Moraes, professora  e mestre do curso de Pós-Graduação em ‘Processos Criativos em Palavra & Imagem’, da PUC-MINAS) “Esse ofício de rabiscar sobre as coisas do tempo”; dessa forma Carlos Drummond de Andrade apresenta ao leitor o exercício de escrever crônicas. O conceito parece acolher com precisão os …

‘Viver é meu Vício’ (crônicas) – Leia aqui o prefácio do livro. Leia mais »

Construindo Pontes

Construir pontes é fácil. É segurar uma porta para alguém entrar. É estender a mão a quem precisar. Construir pontes é fácil. É dizer uma palavra de ânimo. É dar um abraço e falar baixinho a quem está triste, ‘fique tranquilo, você consegue, tudo vai se acertar’. Construir pontes é fácil. É mandar boas energias …

Construindo Pontes Leia mais »

Um ano novo pra mim

Um novo ano nasce dentro da gente antes de nascer no calendário. O dia, a virada, os brindes não representam nada se não estivermos brindando nosso renascer. Renascer é virar a página do tempo, do nosso tempo. Renascer é pôr em prática novos planos, novas conquistas. Agir, agir e agir sobre as coisas. Para o …

Um ano novo pra mim Leia mais »

Contaminada por meu próprio afeto

          Na véspera de Natal, por estar chateada com uma pessoa, eu não conseguia entrar no clima da confraternização. Daí, decidi que as outras pessoas não pagariam por isso e comecei, imediatamente, a mandar mensagens natalinas pelo celular pra todos que eu sentia vontade de dizer “eu te amo”. Na primeira …

Contaminada por meu próprio afeto Leia mais »

O carneiro e o elefantinho

Estava assistindo a um programa sobre um centro de reabilitação na África que recolhe animais selvagens que, por algum motivo, se perderam do rebanho selvagem. O intuito do centro é reabilitar os animais para sua futura reinserção nas florestas. E eis que, nesse abrigo, havia dois animais que chamaram muito a minha atenção: um carneiro, …

O carneiro e o elefantinho Leia mais »