Browsing Tag

#desejo

  • Amor/Sentimento

    Uma última vez

    Uma última vez. O meu olho no teu. O teu calor no meu. A tua respiração sendo o ar dentro dos meus pulmões. Uma última vez o meu toque te prendendo na minha cintura,…

    02/09/2018
  • Amor/Sentimento

    Nos teus punhos

    Passeia pelo meu corpo as mãos das tuas palavras E com o gesto dos teus punhos faz da poesia a pele da carne o sopro, do gosto o abismo de quem se encontra em…

    16/04/2018
  • Amor/Sentimento Poemas

    Minha árvore, seus frutos

    Minha árvores, seus frutos’, por Domingas Alvim. Às vezes eu não entendo… e não me entendo. E, ao não me entender, eu entendo que não me entendo sem você. Sem você que me faz…

    04/02/2018
  • Amor/Sentimento Poemas

    Deslizes

    Pelos rios dos teus cabelos navego feito os gestos das cortinas sob as mãos do vento, início do nunca Meu corpo, nau sem porto Meu seio, vela aos vendavais dos seus dedos Somos um…

    05/12/2017
  • Amor/Sentimento Poemas Textos

    Aquele beijo

    Você é uma coisa assim. Sabe aquelas coisas assim, tão assim, que faltam palavras pra gente poder expressar. Quando você aparece, meu dia se abre, as cortinas do meu palco sobem e eu viro…

    24/11/2017
  • Poemas Textos

    O arrepio da beleza

    Descansa em meus seios a brisa das tuas mãos. Segura a minha fonte da vida, cheia de carne, como se dela nascesse a espuma das tuas ondas. Enche teu cálice espalmado daquilo que eu…

    15/08/2017
  • Poemas

    Me queira assim, ó.

    Quando for me querer, me queira assim ó, com a ponta dos dedos, com o lado quente da língua… Quando for me beber, me beba assim ó, com a boca suave dos lábios. Quando…

    20/05/2017
  • Poemas

    Abracadabra

    Interpretei você na estreia de seu Teatro Mágico. No palco de suas legendas antepassadas desvendei seus hieróglifos de cama. À sua língua de abracadabra, abra cá pernas.…

    17/12/2016
  • Poemas

    Errantes

    Nenhuma palavra me diz o que sou. Nenhum conto o que fui. Nenhum romance o que serei… Se somos hoje, poderemos continuar amanhã. Nós sem mais um, mais dois, três…  Nós somos apenas: eu…

    01/12/2016