Amor/Sentimento Felicidade/Espiritualidade Reflexão/comportamento Textos

Orgulho LGBT

29/06/2017

Por favor, moço, moça, senhor, senhora, respeite o respeito. Respeite o rapaz que beija o moço, a moça que agarra a garota, o trans que quer ser livre pra ser o moço ou a moça que nasceu no corpo de outro. Por favor, moça, moço, senhor, senhora, respeite o respeito que o outro tem de amar o outro, respeite o gesto da outra amar a outra, respeite o direito a que o outro tem direito. Amar não é pecado, amar não é crime. Ninguém está pedindo a guerra, ninguém quer convencer ninguém, nem seduzir aquele que vontade do mesmo sexo amar não tem. Então, por favor, moça, moço, garota, senhora, garoto, deixe cada um ser cada um, deixe cada um amar o cada um que ama, deixe cada um ser feliz como se é. Pois que todos somos apenas uma vontade de amar com a liberdade que o amor nos dá. E é por isso que se chama amor. Se o amor aceitasse condição, amar seria outra palavra tipo um “não”. Mas amor é sim. Apenas. É por isso bom, sem sofrimento e sem penas. Porque amor é asa que abraça, não muro que separa. Amar é coisa que une, não farpa que afasta. Então, por favor, moço, senhor, senhora, garoto, entenda o entender do amor. Ele só quer amar. Ele só quer estar. Então, deixa ele juntar quem junto sempre quis estar.
Orgulho LGBT, parabéns por hoje, por ontem e por todo amanhã que amanhanzará. Aqui, neste coração, você terá sempre o seu lugar.

Crédito da foto: Peter Hershey

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply