Reflexão/comportamento Textos Vida/Auto-conhecimento

Segunda-feira

30/06/2017

A gente mal acorda, já se depara com uma montanha de exigências. É pagar contas, é cuidar dos cachorros, é entregar relatórios, é ligar pra irmã pra dar os parabéns, é responder os comentários do face, é limpar a casa, é gerenciar o mau humor do chefe, é respeitar a tpm da melhor amiga, que sempre cisma de vir junto com a nossa…. Coisas, agendas, afazeres, dia a dia… Às vezes parece que tudo é o muito do muito, o demais do demais. E aí você pensa que não vai dar conta e aquela sensação de opressão vai te enchendo de uma irritação que só pode ser sintoma de um choro prestes a explodir. Daí você pede licença, vai ao banheiro e discretamente dá aquela choradinha que é quase um orgasminho the flash e cuja única função é te dar aquela relaxadinha básica. E não é que funciona mesmo? Daí, você limpa o canto do olho, arruma a camisa, respira fundo, e volta pra vida com a cara limpa e o peito cheio de coragem. E você entende que viver é uma exigência contínua. ‘E que elas continuem!, você se diz com convicção. Porque enquanto elas existirem, é sinal de que você também existe. Então, ‘vamo que vamo, baby!’, você se diz. ‘Vambora que a queda já passou e que esse dia te espera. Vamo que vamo, que a vida é daqui pra frente! Um pé, outro pé. Cada coisa de cada vez’. Respira. Volta pro eixo. Faz o que você tem que fazer. Pois coragem de verdade, só tem quem sabe se vencer. Uma ótima semana pra você!

Crédito da Foto: Roman Bozhko on Unsplash

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply